segunda-feira, novembro 23, 2020

O final você já sabe!

Advertência: esta história faz parte do projeto “O final você já sabe!”. É um conto e como tal é fictício e foi construído livremente baseado em fatos do cotidiano. Dessa forma, o autor não busca aqui imitar a realidade ou ser fiel a ela.

"... Por isso cuidado meu bem
Há perigo na esquina
Eles venceram
E o sinal está fechado pra nós
Que somos jovens..."
"O final você já sabe!" é um instrumento de denúncia e de militância literária. E vem para divulgar a violência cometida, principalmente pelo estado, contra um povo que só quer viver. Deixem-nos viver!
Revisão e colaboração: Profa. Dra. Luciana Moreno

Para ler o conto clique aqui


domingo, novembro 08, 2020

Entre amar e morrer - Resenha

 "Já a moça, ainda de luto, vê que é hora de fazer algo pela comunidade, pois várias pessoas estão perdendo seus empregos, os ambulantes, empregadas domésticas, pintores, entre outros, não tem mais de onde tirar sua renda."

"...Sacolinha é um autor periférico urgente e com seu novo trabalho, mostra as dificuldades e ao mesmo tempo as felicidades que acontecem nas favelas do Brasil. E ao mesmo tempo "Entre amar e morrer, eu escolho sofrer" é um grito para a sociedade que parece esquecer alguns bairros das grandes cidades."

Clique aqui para ler a resenha completa.

Rapidinhas

Sessão curtinhas.











 

segunda-feira, outubro 26, 2020

3ª ed. Graduado em Marginalidade

Vem aí, a 3ª edição de Graduado em marginalidade. Com o mesmo conteúdo que projetou o meu nome e que até hoje traz leitores e pesquisadores até mim. Mas terá uma roupagem diferente: capa nova, miolo com fotos e um viés crítico que servirá de carapuça pra muitos de nós, da sociedade.

Produção das fotos: Elidiane Alexandrino




 

sábado, outubro 24, 2020

Krenak e Sacolinha

Esses dias bati um papo virtual com o querido e aguerrido Ailton Krenak. Essa conversa fará parte do D'escambô Festival Multicultural, que ocorrerá no começo de dezembro nas redes sociais.
Aviso por aqui quando tiver os endereços, dias e horários.





 

Existe amor na pandemia

 Pioneiro na leitura, crítica e análise da Literatura Periférica, Eleilson Leite  fez um comentário-resenha do "Entre amar e morrer, eu escolho sofrer".



Existe amor na pandemia

Por Eleilson Leite

 

Sacolinha é reconhecidamente talentoso no gênero do conto e seu prestígio nas narrativas curtas, transcende o circuito da literatura periférica. A Editora Todavia percebeu a habilidade do escritor de Suzano e publicou o excelente “Entre amar e morrer, eu escolho sofrer” numa série de títulos lançados no contexto da pandemia da COVID 19.

Com trinta páginas, o conto é praticamente uma novela protagonizada por Malu e Bibiano, dois jovens moradores de uma das maiores favelas do país. Trajetórias distintas se encontram em meio às ações de solidariedade na comunidade. Na narrativa ficcional, o autor registra diversas iniciativas de atendimento aos mais vulneráveis como as que a Favela de Paraisópolis, de São Paulo empreendeu e que ficaram nacionalmente conhecidas, entre as quais, os coordenadores de rua e as unidades móveis de saúde. As acirradas disputas no polarizado cenário político nacional também estão presentes na obra, mas bem dosadas para não tirar o foco do enredo que se passa no chão do território periférico.

Malu toma frente da Associação de moradores dominada por dirigentes corruptos. Estrategista, sabia negociar com o traficante e com os pastores evangélicos. Bibiano ficava no apoio, seja ajudando os mais velhos no acesso ao auxílio emergencial, ou na distribuição de cestas básicas. A energia da coletividade entre os mais pobres aproxima os dois, ambos vivendo ainda o luto da perda dos pais para o coronavírus. Um conforta o outro e a relação cresce em meio a tragédia que assola a comunidade e o país. Nos contos de Sacolinha, porém, não cabem desfechos óbvios. No final o leitor vai entender o sentido do título do livro e suas três possibilidades de destino.

Sacolinha com seu conto nos salva da inércia e da apatia, mostrando que entre os mais pobres encontramos a possibilidade de superação de uma situação tão adversa e inusitada que tem sido a pandemia da COVID 19. Superação esta que não é individual, mas coletiva como são as lutas populares. Mostra que entre os mais humildes há mais potência do que carência, além de destacar o protagonismo de dois jovens negros, pautando raça, classe e gênero, numa narrativa politizada, mas não panfletária. Uma história verossímil, mas contada com uma elegância poética que provoca no leitor a sensação de esperança e encantamento.

Eleilson Leite é coordenador de cultura da ONG Ação Educativa e colunista de literatura periférica do Site Outras Palavras.

segunda-feira, setembro 21, 2020


Da série: Quando o Corona vírus passar ou Momento ostentação

A Escola Estadual Jacques Cousteau em Suzano - SP, deu uma reformada em sua sala de leitura no começo desse ano de 2020. E me surpreendi quando recebi diversas mensagens (professores e diretor) dizendo que a Sala de Leitura receberia o meu nome.

Maior honra para um escritor, ter em sua cidade uma biblioteca com o seu nome.

Cê é loko, tio.

Assim cê mata papai.

A inauguração foi marcada para abril, mas tivemos que adiar por conta da pandemia.

Aproveito a postagem para agradecer novamente aos professores e gestores pela indicação e aceite do meu nome.

"Gosto de colher, mas pra não ficar ansiando a colheita, me ocupo em plantar". Sacolinha!



 

quarta-feira, setembro 16, 2020

Nova resenha!

Saiu mais uma resenha do livro "Entre amar e morrer, eu escolho sofrer". Dessa vez feita pelo blog Inspirações Paralelas.

"Os personagens principais MALU E BIBIANO trazem visões estimulantes e diferentes de uma mesma realidade, com uma pitada de romance e possibilidades em meio a toda uma instabilidade social.

Mais do que um mero relato da realidade, SACOLINHA instiga o leitor a sair do papel de coadjuvante e mergulhar na desafiadora missão de ser protagonista de uma realidade caótica e incerta."

Para ler a resenha completa clique aqui.

segunda-feira, julho 13, 2020

LANÇAMENTO



Editora Todavia faz live de lançamento do novo livro do Escritor Sacolinha, nesta quinta-feira (16/7)
FOTO: Elidiane Alexandrino

Nono livro do escritor Sacolinha, com versões e-book e impressa, terá live de lançamento no youtube no dia 16/7, às 18h30

Após publicar “Dente-de-leão: a sustentável leveza de ser” em 2019 o escritor e presidente da Associação Cultural Literatura no Brasil (ACLB), Ademiro Alves, o Sacolinha, volta às prateleiras de todo o território nacional com “Entre amar e morrer, eu escolho sofrer – Um conto da pandemia”. A publicação, que foi produzida durante a quarentena, sai pela “Coleção 2020 – Ensaios sobre a pandemia” da editora Todavia.
Para consolidar a chegada da obra no mercado literário, está marcada para esta quinta-feira, 16/7, às 18h30, uma live de lançamento no youtube no canal da editora Todavia. A live vai contar com as participações de Ryane Leão, poeta e professora e Bruninho Souza, pedagogo, com formação em direitos humano.

Sobre o livro
Uma obra de ficção escrita com urgência e sentido humanitário. 
Um dos nomes mais ativos da literatura brasileira surgida nas quebradas das grandes cidades, Sacolinha escreve uma love story em plena pandemia de Covid-19. Com urgência e linguagem calcada na realidade concreta, tendo as notícias da evolução da doença como eixo organizador da narrativa, Entre amar e morrer, eu escolho sofrer - Um conto da pandemia mescla com muita habilidade a história particular dos personagens com o quadro maior, histórico e social, que estamos vivendo — no caso, de Bibiano e Malú, ambos moradores de uma das maiores favelas brasileiras e que são engolidos pelo turbilhão dramático que a desigualdade provoca quando a doença desembarca nos lugares menos assistidos pelo Estado.
Filho de pai alcoólatra, Bibiano é um artista de grafite reconhecido em sua região. Depois de uma desilusão amorosa, precisa lidar com a precariedade do meio em que vive quando ele mesmo é contaminado pelo novo vírus. Na mesma comunidade vive Malú, jovem intelectual negra formada em História, uma moça aguerrida que aos poucos demonstra — de forma enérgica — sua capacidade de liderança para lidar com a crise sanitária. O encontro dos dois se dará nas condições mais dramáticas experimentadas por toda uma geração de brasileiros.
A versão e-book pode ser adquirida pelo preço promocional de lançamento de R$ 9,90 até o dia 19/7. Já a versão impressa sai por R$ 30,00. As duas versões podem ser adquiridas nos sites da Amazon, da Submarino e da editora Todavia.
Outras informações pelo e-mail: contato@escritorsacolinha.com

O autor
Sacolinha (Ademiro Alves) nasceu em São Paulo, em 1983. É formado em Letras pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Recebeu diversos prêmios por seus romances, livros de contos e crônicas. Atualmente realiza o projeto “Literatura e paisagismo – Revitalizando a quebrada”, que tem por objetivo a intervenção em espaços públicos com literatura, grafite e o plantio de árvores.

quinta-feira, março 26, 2020

Roupa Poética

Incentive a leitura com a sua vestimenta.

Camisetas com frases e poesias. Várias cores e tamanhos (12, 14, 16, P, M, G e GG). Passo o tamanho exato em centímetros, caso precisem.


Tecido bom e gostoso de usar. R$ 35,00

Enviamos para todo o país. Entrega em até 4 dias úteis e com frete de no máximo R$ 12,00.



Temos nota fiscal eletrônica, caso necessitem. Aceitamos cartões e parcelamos em até 5x nos valores acima de R$ 100,00
CONTATO PARA VENDA
Whatsapp: (11) 99526-3561
E-mail: contato@escritorsacolinha.com












quinta-feira, janeiro 16, 2020

A sustentável leveza de ser




Não quero que a minha vida seja uma eterna espera pela sexta-feira. (Escritor Sacolinha)

terça-feira, dezembro 10, 2019

Entrevista para IFSP


Entrevista concedida para a Rádio e TV Federal no Ar, do Instituto Federal de São Paulo, no programa Clube de Leitura, onde eu falei um pouco sobre minha vida, trajetória, perspectivas para os próximos trabalhos e sobre a minha mais recentre obra intitulada "Dente de Leão: A sustentável leveza de ser", livro de crônicas lançado em 2019.

quinta-feira, setembro 26, 2019

Homenagem!


E quando a pessoa diz o quanto a sua escrita
é dá hora, tatuando um poema no braço?
Vixi! Só agradeço.

O Sol sempre foi sol.
A gente é que anoitece.
Sacolinha, escritor 

domingo, setembro 22, 2019

Site no ar!

Além deste blog agora tem também o site. Acesse escritorsacolinha.com e veja meus projetos, compre meus livros e acompanhe a minha carreira.

segunda-feira, agosto 26, 2019

Dente-de-leão circulando




Sábado passado fui até a Fábrica de Cultura da Vila Nova Cachoeirinha para lançar o "Dente-de-leão: a sustentável leveza de ser" no Amparo Literário.
Este é um sarau que eu gosto muito do formato como é feito e da forma como é conduzido.
Quero agradecer mais uma vez ao anfitrião Alba Atróz pelo convite e pela ótima tarde que passamos juntos neste simpósio de artes. Foi bonito ver a casa cheia e encontrar amigos e conhecidos.
Vida longa pra nós!





quinta-feira, agosto 22, 2019

Sobre a Amazônia

O Sol sempre foi sol.
A gente é que anoitece!

A natureza se recria, se restaura. A raça humana não.

Mini-poesia, Micro-poesia, Sol, Natureza, Restauração, Fauna, Flora 

quarta-feira, agosto 21, 2019

Buzo no Trajetória

Clique no cartaz para ampliar

A próxima edição do projeto Trajetória Literária recebe o escritor, cineasta e agitador cultural, Alessandro Buzo. Se eu fosse você eu não perdia. Vai ser uma noite e tanto.

quarta-feira, julho 31, 2019

Comunidade do Conto

Clique no cartaz para ampliar

Em tempos em que as notícias falsas, junto com a internet, faz estragos e elege até um "absurdo" para a presidência da república, a Comunidade do Conto se propõe a discutir e a escrever sobre. Bóra?
"Vamos falar sobre comunicação e comunidade? Convido você para um bate-papo sobre a força dos oligopólios e a disseminação das fakes News, termo que em 2018 passou a ser a nova moda do momento. Mas será que as notícias falsas que eclodiram com o advento das redes sociais são exclusivas desse meio eletrônico ou na verdade sempre existiram? O que há de novo com a propagação de fatos inverídicos em tempos de revolução digital? A quem interessam e quem lucra com elas? Vamos debater tudo isso na próxima quarta-feira, dia 7 de agosto, no Centro Cultural Moriconi, em Suzano. Espero você lá." Gisleine Zarbietti

segunda-feira, julho 15, 2019

sábado, julho 13, 2019

Começou a circulação

Bóra circular com o "Dente-de-leão: a sustentável leveza de ser".
Terça que vem estarei em Boiçucanga

sexta-feira, junho 21, 2019

Ostentação!


Trecho da crônica "Biblioteca Ostentação" - livro "Dente-de-leão: a sustentável leveza de ser"
Adquira o seu clicando AQUI
Livro disponível. Envio imediato. Preço promocional de pré-venda e com frete GRATUITO.

sexta-feira, junho 07, 2019

Dente-de-leão - O livro

"Tem gente que prefere passar a vida reclamando da sensação do domingo à noite a começar a viver de verdade"
(Trecho do livro "Dente-de-leão: a sustentável leveza de ser")
Adquira o seu no link*:
*Livro disponível. Pronta entrega. Preço promocional de pré-venda.
#dentedeleaoasustentavellevezadeser #livronovo #escritorsacolinha #leveza #lancamento #literatura #cronicas